ATIVIDADES COTIDIANAS E CONHECIMENTOS FAMILIARES PARA O ENSINO DA MATEMÁTICA ESCOLAR: contexto da educação do campo e complexidade da pedagogia da alternância

Thamy Pereira dos Santos, José Roberto Linhares de Mattos

Resumo


Esse artigo é um recorte de uma dissertação que aborda sobre a contribuição da matemática escolar para agregar valores à cultura e às atividades cotidianas familiares de educandos de uma região rural por meio de eixos temáticos. O objetivo foi apresentar atividades práticas para o ensino da Matemática escolar, no contexto da Educação do Campo, em um Centro Familiar de Formação por Alternância (CEFFA), localizado no 3o Distrito de Nova Friburgo, região rural do Estado do Rio de Janeiro. É inerente da Pedagogia da Alternância provocar discussões que tendem causar a contextualização do ensino da Matemática na práxis de jovens rurais. Apesar deste CEFFA ainda apresentar diálogos conflitantes e busca identitária contínua, desenvolve o Plano de Formação que viabiliza integrar os saberes e problemáticas do campo aos saberes acadêmicos, a partir dos Eixos Temáticos. Além disso, os Instrumentos da Pedagogia fomentam essa construção, sendo ferramentas empregadas para contextualizar os conteúdos curriculares de Matemática com a realidade rural do jovem. A metodologia utilizada teve uma abordagem qualitativa com pesquisa e observação participante na realidade dos jovens. A análise dos resultados demonstrou que o professor/tutor inserido na Pedagogia da Alternância precisa contemplar a realidade dos atores da comunidade valorizando a relação entre os saberes, dinamizando o contexto matemático e desenvolvendo os aprofundamentos teóricos a partir dessas dinâmicas.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista de História da Educação Matemática