FOTOGRAFIA, HISTÓRIA E EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: Apontamentos para pesquisas sobre a cultura escolar

Andréia Dalcin

Resumo


O objetivo deste artigo é apresentar alguns apontamentos iniciais sobre possíveis significados da fotografia e sua função, enquanto documento histórico, nas pesquisas no campo de História da Educação Matemática que tomam a cultura escolar como objeto de estudo. A fotografia vem participando da construção de narrativas históricas mais recentes e vem ganhando espaço nas áreas das ciências humanas, no entanto, ainda são poucas as produções em História da Educação Matemática. Neste sentido, são abordados alguns elementos que poderão subsidiar o processo de leitura de fotografias, que se dá na interação de três componentes: o autor/fotógrafo, a imagem fotografada /texto e um leitor, lembrando que fotografia, enquanto fonte histórica, dialoga com outras fontes: escritas, orais e também com outras fotografias e imagens. O processo de leitura de uma fotografia passa por diferentes momentos: a crença inicial oriunda de um primeiro olhar; a problematização gerada pelas questões de fundo que orientam a pesquisa e que se complexificam com a interpretação da imagem e seu conteúdo; a desmontagem da fotografia por meio da construção de significados construídos conforme a ideologia de cada momento e por fim, quiçá, por meio da sensibilidade e de um esforço de compreensão dos documentos e contexto histórico de produção a reconstrução de realidades possíveis.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista de História da Educação Matemática

Indexadores, Base de Dados e Repositórios:

HISTEMAT - Revista de História da Educação Matemática, e-ISSN: 2447-6447
Sociedade Brasileira de História da Matemática

Licença Creative Commons
HISTEMAT esta licenciada com a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.